Anatomia Patológica

Diretor de Serviço
Dr. Carlos Quintana
Técnica Coordenadora
Técª Célia Rodrigues
O Serviço de Anatomia Patológica (SAP) encontra-se em atividade desde 1975, tendo, desde então tem sofrido várias alterações. O serviço encontra-se organizado em quatro unidades funcionais, sendo elas as Unidades de Histologia e Histoquímica, Citologia, Citómica e Administrativa.

As principais actividades do SAP são a realização de análises de peças cirúrgicas, biópsias histológicas, citologias aspirativas e esfoliativas (ginecológicas e outras), análises de patologia molecular e determinação do conteúdo em DNA em tumores sólidos e a percentagem de células em proliferação por Citometria de Fluxo.

O Serviço de Anatomia Patológica do Hospital presta serviços a todos os Hospitais e Sub-Regiões de Saúde da Região Alentejo (Beja, Évora e Portalegre), ao Hospital do Litoral Alentejano e instituições privadas, servindo toda a População do Alentejo, nas diferentes áreas de actuação da Anatomia Patológica com um serviço moderno, nomeadamente no apoio à Prevenção da Doença e Promoção da Saúde, e no mais correcto e complexo diagnóstico patológico, contribuindo para as estratégias terapêuticas mais adequadas, permitindo ganhos significativos na saúde e na qualidade de vida de todos os cidadãos desta Região.

Imagiologia

Diretor de Serviço
Dr. Carlos Louro
Técnica Coordenadora
Técª Paula Fernandes
Localização
Edifício do Espí­rito Santo – Piso 1

O Serviço de Imagiologia do Hospital do Espí­rito Santo de Évora desenvolve a sua atividade na prestação de serviços complementares de diagnóstico e terapêutica, através da realização de exames imagiológicos com técnicas que utilizam radiação X e ultrasons. Os estudos efectuados têm maioritariamente carácter diagnóstico mas são, muitas vezes, complementados com técnicas de radiologia de intervenção (p.ex: biópsias dirigidas por ecografia ou Tomografia Axial Computorizada).

Para o desenvolvimento da sua actividade, o serviço dispõe da aparelhagem técnica adequada: salas de radiologia convencional, salas de radiologia com circuito de televisão, salas de ecografia, sala de mamografia e sala de TAC. O Serviço de Imagiologia do HESE está actualmente direccionado para três grandes áreas de actividade (rastreio e diagnóstico; estadiamento e controlo evolutivo; técnicas de intervenção diagnósticas e/ou terapêuticas), utilizando como recurso básico imagens obtidas com e sem emissão de radiação X.
O seu âmbito de intervenção estende-se fundamentalmente à unidade hospitalar em que se encontra inserido, prestando apoio ás áreas de internamento, consulta externa e urgência. Em casos particulares (neurorradiologia) e realiza ainda serviço para o exterior para utentes oriundos de outras unidades dependentes da ARS local.
Quem somos
O Serviço de Imagiologia é composto por sete médicos especialistas, dezoito técnicos de radiodiagnóstico, uma enfermeira, sete administrativos e seis auxiliares de ação médica.
O que fazemos
O serviço encontra-se dividido, sob o ponto de vista funcional, em quatro sectores fundamentais:
Radiologia Convencional
Nesta área executam-se a maioria dos exames, quer dos serviços de internamento e urgência, quer da consulta externa. São efectuados exames sem administração de contrastes do foro osteo-articular, torácico, abdominal e dos tecidos moles assim como exames com administração de contrastes (orais, rectais e intravenosos) como estudos do tubo digestivo, urografias de eliminação, cistografias e uretrocistografias retrógradas, histerosalpingografias e fistulografias.
Ultrassonografia
Onde se realizam exames com recurso a ultrassons (ecografias) quer por via transcutânea quer por via intracavitária, sendo estes últimos particularmente dirigidos à observação vesico-prostática.
Mamografia
São efectuados exames de diagnóstico e seguimento evolutivo através da realização de mamografias muitas vezes complementadas por exame ecográfico.
Tomografia Axial Computorizada (TAC)
Utilizando tecnologia helicoidal multicorte efectuam-se estudos do foro neurorradiológico (SNC e periférico) e de corpo nas suas várias componentes (tecidos moles, osteo-articular , vascular, cervical, torácico, abdominal e pélvico).
Nas áreas de Mamografia, Ecografia e TAC são ainda praticadas técnicas de Radiologia de Intervenção que incluem biópsias (aspirativas e por corte), colocações de referências metálicas mamográficas, drenagens de quistos e abcesso, nefrostomias e cistotomias percutâneas.
Informação ao Utente
Os serviços de marcação de exames encontram-se abertos, para doentes externos (consulta externa, ARS) todos os dias úteis das 8,30h às 20h, sendo o mesmo perí­odo utilizado para entrega de exames efectuados e fornecimento das preparações necessárias para a realização de alguns exames.
Estes procedimentos efectuam-se no balcão de atendimento do próprio serviço localizado no piso 1 do HESE, em frente à urgência de pediatria.
Os utentes deverão ser portadores de requisição válida, devidamente preenchida, incluindo a informação clí­nica, e de documento actualizado comprovativo do sistema ou sub-sistema de saúde em que se encontram integrados.

Imunohemoterapia

Diretor de Serviço
Dr. Francisco Ferro

Enfermeira Responsável
Enfª Zélia Cameirão 

Técnico Coordenador
Téc. João Rego

E-mail: sec.imuno@hevora.min-saude.pt

Localização
Edifício do Patrocínio – Piso 4

O Serviço de Imuno-Hemoterapia do HESE-EPE foi criado nos anos 50, tendo sido seu primeiro Diretor o Dr. Batista Caldeira, seguindo-se a Drª. Filomena Simões, nos anos 80, Dr. Rodrigo Gusmão, anos 90, Dr. Álvaro Beleza de 1996 a 2009 e atualmente o Dr. Francisco Ferro. Desde o início que se atende e colhe sangue aos dadores, bem como se realizam análises laboratoriais. A separação do sangue nos seus componentes (Concentrado Plasma, Plaquetas e Eritrócitos) iniciou-se em 1996. A partir de 2000 o Serviço trabalha em rede com os Hospitais de Portalegre, Elvas e Santiago do Cacém, com o objetivo de atingir a auto- suficiência no Alentejo. Em Julho de 2005 o Serviço obtém a certificação segundo a NP EN ISO 9001:2000.

 
O Serviço de Imuno-Hemoterapia, de acordo com a Política da Qualidade, rege-se pelos seguintes princípios: 
–  Assegurar uma cuidadosa seleção de dadores;
– Assegurar elevados níveis de qualidade técnico-laboratorial através da permanente monitorização dos componentes sanguíneos preparados para administração;
 – Assegurar uma permanente atualização técnico-científica dos profissionais do Serviço, que permitam o desenvolvimento de uma cultura de melhoria contínua;
– Fornecer apoio clínico aos hospitais da região do Alentejo, centralizar o processamento de todas as colheitas a dadores e realização dos ensaios analíticos incluindo Biologia Molecular;
– Assegurar a auto-suficiência em sangue do HESE, EPE e de todos os Hospitais da Rede de Medicina Transfusional do Alentejo;
– Fornecer componentes sanguíneos em tempo útil adequados às necessidades dos Serviços Clientes Internos do HESE, EPE;
– Promover a utilização racional dos componentes sanguíneos por parte dos Serviços Clientes Internos do HESE, EPE e dos Hospitais da Rede de Medicina Transfusional do Alentejo;
– Promover uma melhoria contínua, através da avaliação da satisfação de Serviços Clientes Internos do HESE, EPE, Doentes, Dadores e Hospitais da Rede de Medicina Transfusional do Alentejo;
  
Quem somos 
 
Diretor de Serviço
Dr. Francisco Ferro
Médicos
Dr. Jorge Grácio

Dr.ª Francisca Pina
Dr.ª Madalina Guz
Drª Sandra Sousa

Técnico Superior de Saúde
Dr. Fernando Calisto

Téc. Diagnóstico e Terapêutica
Téc. João Rego – Técnico Coordenador
Téc.Teresa Galvão – Técnica Responsável pela Gestão da Qualidade

Téc. Alexandra Guilherme
Téc. Ana Luísa Teodoro
Téc. Dina Perdigão
Téc. Tatiana Fernandes
Enfermagem
Enfª Zélia Cameirão – Enf.ª Chefe
Enfª Fernanda Rosado
Enfª Isabel Marques
Assistentes Técnicos
Assistente Aurélia Lobo

Assistente Nuno Trindade
 
O que fazemos
Este serviço presta cuidados a Dadores e Doentes.
Como o sangue não se fabrica artificialmente, só através da dádiva benévola conseguimos obter sangue e/ou derivados para transfundir os doentes que dele necessitam.Assim, após a colheita de sangue ao dador, é feito o seu processamento: separação nos vários componentes sanguíneos, análises laboratoriais e respectivo armazenamento controlado, até à sua disponibilização para o doente.Também prestamos cuidados aos doentes, tais como a realização de flebotomias, administração de sangue e derivados, administração de terapêutica (factor VIII); colheitas de amostras de sangue aos utentes pertencentes à consulta de hematologia e hematologia oncológica (normalmente é realizada colheita para hemograma).Colaboramos com o Centro de Histocompatibilidade do Sul, para registo e colheitas de Dadores de Medula Óssea. Colaboramos com o CAD da região de Évora para colheitas, diagnóstico e confirmação do vírus HIV.
Informação aos Utentes 
Horário de funcionamento / colheita
Horário do Serviço – 9h – 17h
Horário das Colheitas no Serviço – 2ª a 6ª feira – 9h – 13h / 14h – 16h
Fins de semana – Brigada de recolha de sangue, na região de Évora.

Patologia Clínica

Diretora de Serviço
Dra. Filomena Baptista Caldeira

Técnico Coordenador
Téc. Manuel Maurilio

E-mail: sec.patcli@hevora.min-saude.pt

Localização

Edifício Espírito santo – Piso 1 

 

O Serviço de Patologia Clínica do HESE-EPE nasce na instituição hospitalar dando continuidade ao Laboratório de Análises Clínicas, inaugurado em 1972, em espaço próprio no então Hospital da Misericórdia de Évora e teve como seu primeiro Director o Médico Patologista Clínico Dr. Gualberto João Baptista Caldeira que superintendia concomitantemente a Unidade de Hemoterapia.

Em 1975 entra em funcionamento, o novo edifício Hospitalar, com instalações laboratoriais próprias e adequadas para o efeito, que lhe permitiram melhores condições de trabalho, atendimento do doente e alargamento da prestação de serviço. Era então possível responder a situações de urgência com resposta laboratorial em regime de chamada.

Em 1982 inicia a sua actividade de formação com a colocação de 2 Médicos Internos da Especialidade de Patologia Clínica que vêm após a sua formação a integrar o quadro médico do Serviço, manteve a vertente de formação de Especialistas de Patologia Clínica até à actualidade tendo sido formados no Serviço um total de 6 Médicos Especialistas
Em Novembro de 1998 é nomeada como Técnica Coordenadora a Técnica Maria Alice Zambujalinho.
No final da década de 80 o Serviço inscreve-se, pela primeira vez, em programas de avaliação externa da qualidade, alargando progressivamente à maioria dos ensaios realizados no SPC.
No ano de 2005 em parceria com a Universidade do Algarve inicia a sua actividade de formação no âmbito da realização dos estágios do Curso de Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública.
Em 1992 após a aposentação do Director de Serviço, Dr. Gualberto João Baptista Caldeira, é nomeada para a Direcção do Serviço a Dr.ª Maria de Fátima Rosado da Fonseca que se mantém em funções até Maio de 2006, altura em que se aposentou, tendo assumido o cargo de Diretor do Serviço o Dr. Rodrigo Gusmão. Desde Janeiro de 2016, assumiu o Direção do Serviço a Drª Filomena Caldeira. 
Em Dezembro de 2006 é nomeado o Técnico Especialista Dr. Manuel Maurílio como Gestor da Qualidade e em Fevereiro de 2008 assume concomitantemente o cargo de Técnico Coordenador do do Serviço.
O Serviço de Patologia Clínica estabeleceu, de forma compatível com a missão e visão do Hospital do Espírito Santo – EPE a seguinte missão: 

Realizar ensaios, nas áreas de Hematologia, Bioquímica, Imunologia, Microbiologia, Biologia Molecular, assegurando a qualidade dos mesmos e a sua disponibilização atempada, orientados à satisfação dos Clínicos prescritores do Hospital, entidades externas e  utentes. Sendo o único Laboratório Médico na área da Patologia Clínica no distrito de Évora presta o seu apoio ao diagnóstico, prognóstico e seguimento dos utentes que recorrem aos nossos serviços.  O Serviço de Patologia Clínica pretende ser líder regional nos ensaios que realiza, e alargar a oferta de ensaios nas áreas de Biologia Molecular e Citometria de Fluxo. O Serviço dispõe de uma equipa de recursos humanos diferenciada, composta por Médicos Patologistas Clínicos, Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica, Assistentes Técnicos e Assistentes Operacionais.

Princípios orientadores da actividade desenvolvida:

 Assegurar o conforto e a privacidade do utente e a prestação de um serviço eficiente na colheita de produtos para análise;
Salvaguardar a confidencialidade dos resultados analíticos através do controlo de acessos ao laboratório, de cláusulas contratuais, da definição de níveis de acesso por função e da disponibilização controlada de resultados de exames;

Disponibilizar resultados de qualidade e em tempo útil, intercedendo junto do Conselho da Administração no sentido da implementação da melhor tecnologia disponível em cada momento, da formação contínua dos profissionais e da implementação de um rigoroso programa de controlo da qualidade, interno e externo.

De forma a incrementar a eficácia da presente Politica da Qualidade, o Diretor de Serviço compromete-se a:

Promover a divulgação e a implementação dos requisitos estabelecidos no âmbito do Sistema de Gestão da Qualidade;

Assegurar a implementação dos requisitos estabelecidos no referencial normativo NP EN ISO 15189:2006;

Assegurar o cumprimento dos requisitos legais e de boas práticas aplicáveis à actividade desenvolvida no Serviço;

Promover o desenvolvimento de uma cultura de melhoria contínua, nas vertentes técnica e de gestão, através da avaliação regular da eficácia do sistema de gestão da qualidade implementado. ​