Ir para o conteúdo

1. Requalificação e diferenciação tecnológica / humanização

Pt2020- 1. Requalificação e diferenciação tecnológica / humanização
Código da Operação: ALT20-06-4842-FEDER-000003

Resumo

Pretende-se humanizar e diferenciar tecnicamente o hospital de forma a corresponder aos requisitos de Hospital Central, garantindo um elevado desempenho e capacidade de resposta dos meios técnicos de tratamento e diagnóstico ao dispor da população da Região Alentejo, com grande enfoque na área oncológica, cardiológica e materno-infantil.

Objetivos do projeto

A reformulação dos serviços de suporte à atividade hospitalar é fundamental para a segurança dos cuidados de saúde prestados à população, uma vez que permitem uma maior qualidade e capacidade de resposta a eventos adversos. Tal reformulação contribui também para a minimização de custos, económicos, sociais e ambientais, bem como para uma maior igualdade de oportunidades.

As principais linhas orientadoras que motivam a apresentação deste projeto são:

1 – Qualificar e consolidar as atividades já desenvolvidas pelo HESE, EPE, no âmbito da sua prestação de cuidados hospitalares, bem como o reforço da diferenciação e complementaridade de serviços;
2 – Proporcionar a melhoria das condições de trabalho dos profissionais com a aquisição de diverso equipamento médico-cirúrgico e diferenciar a prestação de cuidados de saúde;
3 – Facilitar o acesso dos profissionais a tecnologia de ponta motivando-os para continuarem a desempenhar funções no interior do País;
4 – Implementar sistemas de informação integrados que visam melhorar a qualidade dos serviços de saúde e segurança dos utentes;
5 – A melhoria do parque de equipamentos médico-cirúrgicos em diversas áreas, entre as quais a oncologia, cardiologia e oftalmologia;
6 – Criar condições para a prestação de cuidados de saúde de proximidade, nomeadamente na área do ambulatório de psiquiatria e saúde mental e na área oncológica;
7 – Melhorar a segurança na administração de medicamentos, incluindo a reembalagem de medicamentos na Farmácia;
8 – Melhorar a segurança transfusional;
9 – Implementar um sistema de identificação de medicamentos na farmácia e serviços clínicos.

Diagnóstico da realidade visada com a implementação do projeto

Destaca-se a aquisição para o serviço de imagiologia de um upgrade à atual RM (ressonância magnética – adquirida com o apoio FEDER no projeto ALENT-08-0348-FEDER-000064), de um RX portátil para apoio no bloco operatório, entre outros equipamentos.

A aquisição de material para o Serviço de Medicina Física e Reabilitação (foi requalificado com financiamento pelo QREN / INAlentejo, através da operação ALENT-08-0348-FEDER-000184) permitirá que o serviço diferencie os cuidados prestados.

A aquisição de novas viaturas para as áreas de oncologia e de psiquiatria possibilitará uma melhoria dos cuidados prestados. Na área oncológica estas servirão para que os oncologistas do HESE possam deslocar-se aos outros hospitais da Região Alentejo (ULS Baixo Alentejo, ULS Norte Alentejano e ULS do Litoral Alentejano) de forma a realizarem as consultas de oncologia nesses hospitais, de acordo com o protocolo em vigor com os outros hospitais. Na área da psiquiatria será possível manter e reforçar as consultas de proximidade já realizadas, evitando em muitos casos que estes doentes se tenham de deslocar ao hospital.

Também nas áreas da infeção hospitalar, nutrição e administração de sangue e terapêutica haverá ganhos sociais, promovendo o hospital uma melhoria de qualidade com a finalidade de proteger e salvaguardar o doente de riscos desnecessários durante a sua deslocação ao hospital, nomeadamente durante o período de internamento.

No seu conjunto, este projeto traz enormes melhorias aos cuidados prestados e permite uma maior oferta de serviços, constituindo-se como suporte fundamental às valências que cabe ao Hospital assegurar, no âmbito das redes de referenciação hospitalar.

A aquisição de equipamentos mais diferenciados permitirá uma maior capacidade de resposta aos utentes, potenciando o aumento de produção, quer por via do aumento da resposta aos utentes na área de abrangência direta do hospital, bem como no apoio aos utentes dos restantes hospitais da Região Alentejo.

A prestação de cuidados mais diferenciados com base em equipamentos tecnológicos mais recentes e de melhor qualidade poderá gerar ganhos importantes com alguns custos de contexto em que o HESE incorre atualmente.

No plano ambiental destaca-se a substituição de material médico-cirúrgico, menos eficiente energeticamente, por equipamentos mais recentes e com tecnologia mais eficiente no que concerne ao consumo energético.

Também ao nível dos resíduos hospitalares, o sistema previsto para a esterilização poderá permitir ganhos de eficiência que reduzam a quantidade de resíduos produzidos.

Igualdade de oportunidades no acesso à saúde é um direito de todos os cidadãos, e como refere a Organização Mundial da Saúde, “todas as pessoas devem poder atingir o seu potencial máximo de saúde, sem que as circunstâncias económicas e sociais de cada um determinem a consecução desse objetivo”.

Podemos afirmar que a equidade no acesso aos cuidados de saúde é apenas um dos fatores que promove a equidade no estado de saúde.

Além disso, ao aumentar a diferenciação do HESE, este projeto permitirá incrementar o nível de acesso a cuidados de saúde, de cidadãos que não tem condições económicas para se deslocar a instituições fora da sua área de residência.

Repartição do investimento por componentes

Componente Beneficiário Custo Total Inv. Elegível Inv. não Elegível Inv. Elegível não Comparticipado
Software Informático 508085888 0,00€ 0,00€ 0,00€ 0,00€
Equipamento de Transporte 508085888 70.414,74€ 703.62,74€ 52,00€ 0,00€
Equipamento de informática 508085888 1.123.816,33€ 1.123.816,33€ 0,00€ 0,00€
Equipamento Básico 508085888 3.452.063,04€ 3.452.063,04€ 0,00€ 0,00€
TOTAL: 4.646.294,11€ 4.646.242,11€ 52,00€ 0,00€

 

Plano de investimentos

Ano FEDER EP Despesa
Pública
Inv. Elegível Inv. não
Elegível
Inv. Elegível não
Comparticipado
Custo Total
2014 70.048,50€ 12.361,50€ 82.410,00€ 82.410,00€ 0,00€ 0,00€ 82.410,00€
2015 199.808,94€ 35.260,40€ 235.069,34€ 235.069,34€ 0,00€ 0,00€ 235.069,34€
2016 364.319,68€ 64.291,70€ 428.611,38€ 428.611,38€ 52,00€ 0,00€ 428.663,38€
2017 556.547,17€ 98.214,21€ 654.761,38€ 654.761,38€ 0,00€ 0,00€ 654.761,38€
2018 1.235.159,21€ 217.969,22€ 1.453.128,43€ 1.453.128,43€ 0,00€ 0,00€ 1.453.128,43€
2019 632.262,78€ 115.575,80€ 747.838,58€ 747.838,58€ 0,00€ 0,00€ 747.838,58€
2020 891.159,51€ 153.263,49€ 1.044.423,00€ 1.044.423,00€ 0,00€ 0,00€ 1.044.423,00€
TOTAL: 3.949.305,79€ 696.936,32€ 4.646.242,11€ 4.646.242,11€ 52,00€ 0,00€ 4.646.294,11€