Ir para o conteúdo

2. ReMoTe - Requalificação e Modernização Tecnológica do HESE

 

2. ReMoTe – Requalificação e Modernização Tecnológica do HESE
Código da Operação: POCI-05-5762-FSE-000382

Resumo
Este projeto permite ganhos em saúde para a população da Região do Alentejo, devido à disponibilização de mais e melhores equipamentos médico-cirúrgicos, espaços requalificados destinados a urgência / emergência, cuidados intensivos, bloco operatório e oncologia, bem como novas metodologias de trabalho.

Objetivos do projeto
A reformulação dos serviços de suporte à atividade hospitalar é fundamental para a segurança dos cuidados de saúde prestados à população, uma vez que permitem uma maior qualidade e capacidade de resposta a eventos adversos. Tal reformulação contribui também para a minimização de custos, económicos, sociais e ambientais, bem como para uma maior igualdade de oportunidades.

Os principais objetivos são:
– Melhorar a resposta da rede de urgência / emergência do HESE com a requalificação da urgência geral, urgência pediátrica (em curso), unidade de cuidados intensivos polivalente (em curso) e bloco operatório;
– Humanizar os serviços através da melhoria das condições de trabalho dos profissionais e as condições de conforto dos utentes;
– Adquirir diverso equipamento médico-cirúrgico e diferenciar a prestação de cuidados de saúde;
– Facilitar o acesso aos profissionais de tecnologia de ponta motivando-os para continuarem a desempenhar funções no interior do País;
– Diferenciar a resposta dos serviços, nomeadamente, de anatomia patológica e urgência pediátrica;
– Diferenciar o serviço de imagiologia, dotando-o das mais modernas tecnologias de obtenção e análise de imagens médicas, com o propósito de possibilitar um melhor diagnóstico.

Diagnóstico da realidade visada com a implementação do projeto
Os equipamentos na área da saúde têm tido ao longo dos anos uma grande evolução na qualidade, na robustez, na segurança, na eficiência energética e na potenciação da otimização de recursos.

Assim sendo, o investimento proposto pelo HESE, EPE, visa precisamente criar valor para os nossos utentes, para os nossos profissionais e para a Instituição.

É sobretudo na Humanização dos Serviços, através da requalificação de equipamentos médico-cirúrgicos e da requalificação dos serviços, que se obtêm maiores impactos sociais. O novo equipamento médico-cirúrgico permitirá equipar serviços carenciados e complementar equipamento mais antigo, aumentando a oferta de cuidados prestados, nomeadamente na área de oftalmologia, cardiologia, anatomia patológica, gastroenterologia e imagiologia, de entre outros.

Destaca-se a aquisição para o serviço de imagiologia de uma nova RM (ressonância magnética – adquirida com o apoio FEDER no projeto ALENT-08-0348-FEDER-000064).

A aquisição de uma viatura possibilitará uma melhoria dos cuidados prestados e complementará as viaturas adquiridas na candidatura (ALT20-06-4842-FEDER-000003), dando continuidade à prestação de cuidados no domicílio.

Também nas áreas da infeção hospitalar, nutrição e administração de sangue e terapêutica haverá ganhos sociais, promovendo o hospital uma melhoria de qualidade com a finalidade de proteger e salvaguardar o doente de riscos desnecessários durante a sua deslocação ao hospital, nomeadamente durante o período de internamento.

A resposta da rede de urgência / emergência do HESE com a requalificação da urgência geral, urgência pediátrica (em curso), unidade de cuidados intensivos polivalente (em curso) e bloco operatório terá também impactos económicos e sociais significativos, pelo que no seu conjunto, este projeto traz enormes melhorias aos cuidados prestados e permite uma maior oferta de serviços, constituindo-se como suporte fundamental às valências que cabe ao Hospital assegurar, no âmbito das redes de referenciação hospitalar.

A realização do projeto irá garantir melhores níveis de eficiência através de uma utilização mais eficiente dos recursos.

A aquisição de equipamentos mais diferenciados permitirá uma maior capacidade de resposta aos utentes, potenciando o aumento de produção, quer por via do aumento da resposta aos utentes na área de abrangência direta do hospital, bem como no apoio aos utentes dos restantes hospitais da Região Alentejo.

Devido às restrições orçamentais que têm afetado o país e em especial o SNS, bem como às dificuldades financeiras que as instituições de saúde apresentam, que fazem com que não haja capacidade de realizar investimento sem financiamento comunitário, conjugado com o facto de os últimos avisos de abertura terem ocorrido há algum tempo (cerca de três anos), verifica-se que não tem havido a adequada renovação tecnológica, não permitindo garantir a prestação de cuidados no médio prazo aos nossos utentes.

Tal poderá ser muito prejudicial para o hospital, uma vez que terá de recorrer à prestação de serviços externos, o que terá um impacto significativo ao nível dos custos com os exames enviados para o exterior, a que acrescem os custos com a deslocação dos utentes e, por vezes, dos seus familiares.

A prestação de cuidados mais diferenciados com base em equipamentos tecnológicos mais recentes e de melhor qualidade poderá gerar ganhos importantes com alguns custos de contexto em que o HESE incorre atualmente.

Repartição do investimento por componentes

Componente Beneficiário Custo Total Inv. Elegíve Inv. não Elegível Inv. Elegível não Comparticipado
Equipamento de Transporte 508085888 22.000,00€ 22.000,00€ 0,00€ 0,00€
Equipamento de informática 508085888 24.4303,00€ 244.303€ 0,00€ 0,00€
Edifícios 508085888 2.967.898,16€ 296.4815,60€ 3.082,56€ 0,00€
Equipamento Básico 508085888 3.479.982,40€ 347.9982,40€ 0,00€ 0,00€
TOTAL: 6.714.183,56€ 6.711.101,00€ 3.082,56€ 0,00€

 

Plano de investimentos

Ano FEDER EP Despesa
Pública
Inv. Elegível Inv. não
Elegível
Inv. Elegível não
Comparticipado
Custo Total
2018 60.069,41€ 10.600,49€ 70.669,90€ 70.669,90€ 0,00€ 0,00€ 70.669,90€
2019 507.980,33€ 89.643,59€ 597.623,92€ 597.623,92€ 3.082,56€ 0,00€ 600.706,48€
2020 1.783.388,26€ 314.715,57€ 2.098.103,83€ 2.098.103,83€ 0,00€ 0,00€ 2.098.103,83€
2021 3.352.997,85€ 591.705,50€ 3.944.703,35€ 3.944.703,35€ 0,00€ 0,00€ 3.944.703,35€
TOTAL: 5.704.435,85€ 1.006.665,15€ 6.711.101,00€ 6.711.101,00€ 3.082,56€ 0,00€ 6.714.183,56€