Ir para o conteúdo

Vamos Criar Esperança

Setembro tem vindo a ser lembrado como o mês de prevenção do suicídio, mês de alerta para a necessidade de cuidarmos da saúde mental uns dos outros, para (re)pensarmos uns nos outros.

O suicídio é expressão de doença psíquica, doença essa que é tratável se identificada, diagnosticada e intervencionada atempadamente. A Pandemia trouxe isolamento e vulnerabilidade mas também nos deu a possibilidade de sermos mais capazes de pensarmos a vida na sua completude, de nos percepcionarmos inseridos numa rede de pessoas e sistemas que não nos desampara. Voltamos a falar mais de saúde mental. Voltamos a falar mais da importância que poderemos ter na vida uns dos outros. Voltamos a perceber que podemos ser ou criar esperança nos outros.

`Vamos criar esperança´ é o lema adoptado este ano pelo Programa Nacional de Prevenção do Suicídio para a lembrança do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio. Este dia é a oportunidade de alerta para a problemática do suicídio no país e no mundo, para acções concertadas de divulgação científica, para a partilha da responsabilidade que é de todos no momento de podermos agir e ajudar quem está próximo de nós a necessitar de apoio e encaminhamento. Em 2020, o Hese promoveu o tema ´(Re)Pensar uns nos outros´. Este ano, criemos esperança uns nos outros.

Apesar da complexidade dos factores e causas para o suicídio e da inexistência de uma abordagem ideal e igual para todas as pessoas, a sua prevenção é uma realidade possível. A atenção, a partilha, a escuta, a mão a quem nos rodeia é a primeira acção e janela para conseguirmos conter as estatísticas alarmantes, tanto nacionais como internacionais.

Setembro é também o mês de relembrar os enlutados e sensibilizar a sociedade para o apoio a quem permanece após a perda de alguém significativo. O suicídio não é só um marco penoso para quem sofre e o pondera na sua vida. O suicídio é penoso para quem permanece vivo, para os sobreviventes que permanecem apesar da ausência do ente-querido. Portanto, o mês de Setembro é também o mês para pensarmos na saúde mental de quem fica, dos familiares, dos amigos, dos colegas de quem já não está. Mas está. Está no que temos deles em nós, no que permanece deles em nós. Quem não está não deixa de existir. Permanece apesar da ausência.

Em 2021 foi criada em Portugal a primeira Associação destinada a apoiar os sobreviventes no seu luto – a Associação Sobre Viver Depois do Suicídio. A Sobre Viver resulta da vontade de capacitar a sociedade para prevenir o suicídio, combater o estigma e recordar o necessário apoio aos enlutados.

Neste Dia Mundial de Prevenção do Suicídio lembremo-nos que falar e partilhar é o início da solução e que esta passa por todos nós.

 

Autoria: Dra. Madalena Serra, Diretora do Departamento de Psiquiatria e Saúde Mental

imagem do post do Vamos Criar Esperança