Ir para o conteúdo

Inovação no tratamento das doenças cardiovasculares, em Évora

O CRIA do Hospital do Espírito Santo de Évora EPE, assinala o Dia Mundial do Coração, dia 29 de setembro, com um evento sobre a INOVAÇÃO NO TRATAMENTO DAS DOENÇAS CARDIOVASCULARES EM ÉVORA, a decorrer no Palácio Dom Manuel, com o apoio da Câmara Municipal de Évora e da Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular.

Ao longo da manhã, o evento reúne responsáveis e profissionais da área da saúde e utentes do Centro de Responsabilidade Integrada Cérebro-Cardiovascular do Alentejo – CRIA. A inovação no tratamento das doenças cardiovasculares em Évora é o foco deste evento, contemplando também temas como a comunicação entre as entidades regionais e locais, os profissionais de saúde e os doentes, a rede de referenciação e a importância do Novo Hospital Central do Alentejo para a região e para a especialidade de cardiologia.

Os participantes vêm de todo o Alentejo e a sessão de abertura conta com a presença da Presidente do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde do Alentejo, Profª. Doutora Maria Filomena Mendes, do Presidente da Câmara Municipal de Évora, Dr. Carlos Pinto Sá, e do Presidente da Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular, Dr. Eduardo Infante de Oliveira.

O Prof. Doutor Lino Patrício, Diretor do CRIA e responsável pelo evento, realça “a importância de reunir, no interior do país, todos os intervenientes na prestação de cuidados de saúde no Alentejo para dar a conhecer a inovação no diagnóstico e nos tratamentos cardiovasculares em Évora. Com uma equipa multidisciplinar e altamente diferenciada, o CRIA possui uma infraestrutura e equipamentos que facilitam o acesso a todas as áreas de intervenção cérebro-cardiovascular, com a utilização de novas opções técnicas com recurso a tecnologias avançadas, garantindo uma oferta de serviços diferenciada. Desta forma, pretendemos garantir a equidade na prestação de cuidados a todos os Utentes do Alentejo, um dos objetivos a que nos propusemos desde o início da criação deste Centro. Os Utentes podem contar com tratamentos inovadores e diferenciados na região do Alentejo, sem terem necessidade de se deslocar aos grandes Centros.”

imagem do post do Inovação no tratamento das doenças cardiovasculares, em Évora