Conselho de Administração

Presidente
Profª. Doutora Maria Filomena Mendes

  Vogal Executivo
Dr. Francisco Chalaça
     Diretora Clínica
       Drª Isabel Pita
 Enfermeira Diretora
 Enfª Maria Elisa Brissos

QREN

 

1.01.Requalificação da Urgência para preenchimento dos requisitos de Urgência Polivalente e RM (ressonância magnética)

Com este projeto pretendeu-se cumprir o programado no Plano de Negócios de 2007–2009 e no Plano de Atividades e Orçamento para 2008, para corresponder às exigências definidas pelo Governo, através do Ministério da Saúde, para a área da urgência/emergência.

A requalificação da urgência foi fundamental para a melhoria dos cuidados de saúde da população pois permitiu uma maior qualidade e capacidade de resposta a situações críticas sem necessidade de deslocações a Lisboa, maximizando os recursos e minimizando os custos, quer económicos quer ambientais.

O objetivo geral é requalificar a urgência para preenchimento dos requisitos de urgência polivalente.

1.03. Reforço da Diferenciação e Complementaridade de Serviços

Com este projeto pretende-se cumprir o que foi programado e acordado com o Governo através da aprovação pelo Ministério da Saúde do Plano de Negócios de 2007–2009 do Hospital do Espírito Santo de Évora, EPE, e também cumprir o Plano de Atividades e Orçamento para 2008.

O objetivo geral é reforçar a diferenciação e a complementaridade de serviços de forma a promover uma melhoria nas condições de saúde das pessoas e ao mesmo tempo garantir maior equidade, por parte dos cidadãos, no acesso aos cuidados de saúde.

1.04. DPSM (departamento de psiquiatria e saúde mental)

Com este projeto pretendeu-se cumprir o que foi programado no Plano de Negócios de 2007 – 2009 e no Plano de Atividades e Orçamento para 2008, para corresponder às exigências definidas pelo Governo, através do Ministério da Saúde, para a área da Psiquiatria e Saúde Mental. A reformulação dos serviços de internamento foi fundamental para a melhoria dos cuidados de saúde da
população, uma vez que permitiu uma maior qualidade e capacidade de resposta, maximizando os recursos e minimizando os custos, quer económicos quer ambientais, que acarretava o afastamento físico do “campus” hospitalar do internamento e da consulta externa de psiquiatria. Diminuir os tempos de espera cirúrgicos, melhorar o acesso, garantir maior equidade de forma a promover uma melhoria nas condições de saúde da população.

O objetivo geral é transferir o Internamento do Departamento de Saúde Mental (DPSM) para o edifício do Patrocínio e transferir as Especialidades Médicas e Consultas de DPSM para o edifício do Espírito Santo – construção da Unidade de Cirurgia de Ambulatório.

1.11. Humanização, Diferenciação Técnica e Organizacional

Com este projeto pretendeu-se cumprir o que foi programado no Plano de Negócios de 2007–2009 e no Plano de Atividades e Orçamento para 2010, para corresponder às exigências definidas pelo Governo para os hospitais centrais e simultaneamente diferenciar os cuidados prestados aos utentes, apostando na qualidade assistencial e na humanização. Igualmente pretendeu-se melhorar o circuito da informação, potenciar a informatização clínica e melhorar a gestão do circuito do medicamento e minimizar os custos com medicamentos.

O objetivo geral é humanizar e diferenciar tecnicamente o hospital de forma a corresponder aos requisitos de Hospital Central.

 

       

Portugal 2020

Pt2020_02_ReMoTe 

A reformulação dos serviços de suporte à atividade hospitalar é fundamental para a segurança dos cuidados de saúde prestados à população, uma vez que permitem uma maior qualidade e capacidade de resposta a eventos adversos. Tal reformulação contribui também para a minimização de custos, económicos, sociais e ambientais, bem como para uma maior igualdade de oportunidades.

Os principais objetivos são:
– Melhorar a resposta da rede de urgência / emergência do HESE com a requalificação da urgência geral, urgência pediátrica (em curso), unidade de cuidados intensivos polivalente (em curso) e bloco operatório;
– Humanizar os serviços através da melhoria das condições de trabalho dos profissionais e as condições de conforto dos utentes;
– Adquirir diverso equipamento médico-cirúrgico e diferenciar a prestação de cuidados de saúde;
– Facilitar o acesso aos profissionais de tecnologia de ponta motivando-os para continuarem a desempenhar funções no interior do País;
– Diferenciar a resposta dos serviços, nomeadamente, de anatomia patológica e urgência pediátrica;
– Diferenciar o serviço de imagiologia, dotando-o das mais modernas tecnologias de obtenção e análise de imagens médicas, com o propósito de possibilitar um melhor diagnóstico.

Pt2020_01_Requalificação 

A reformulação dos serviços de suporte à atividade hospitalar é fundamental para a segurança dos cuidados de saúde prestados à população, uma vez que permitem uma maior qualidade e capacidade de resposta a eventos adversos. Tal reformulação contribui também para a minimização de custos, económicos, sociais e ambientais, bem como para uma maior igualdade de oportunidades.

As principais linhas orientadoras que motivam a apresentação deste projeto são:
1 – Qualificar e consolidar as atividades já desenvolvidas pelo HESE, EPE, no âmbito da sua prestação de cuidados hospitalares, bem como o reforço da diferenciação e complementaridade de serviços;
2 – Proporcionar a melhoria das condições de trabalho dos profissionais com a aquisição de diverso equipamento médico-cirúrgico e diferenciar a prestação de cuidados de saúde;
3 – Facilitar o acesso dos profissionais a tecnologia de ponta motivando-os para continuarem a desempenhar funções no interior do País;
4 – Implementar sistemas de informação integrados que visam melhorar a qualidade dos serviços de saúde e segurança dos utentes;
5 – A melhoria do parque de equipamentos médico-cirúrgicos em diversas áreas, entre as quais a oncologia, cardiologia e oftalmologia;
6 – Criar condições para a prestação de cuidados de saúde de proximidade, nomeadamente na área do ambulatório de psiquiatria e saúde mental e na área oncológica;
7 – Melhorar a segurança na administração de medicamentos, incluindo a reembalagem de medicamentos na Farmácia;
8 – Melhorar a segurança transfusional;
9 – Implementar um sistema de identificação de medicamentos na farmácia e serviços clínicos.

Pt2020_03_SAMA_01_HESE-2020

A operação concorre para a transformação digital da Administração Pública, nos termos do n.º 1 do artigo 82.º do RECI, visando a redução dos custos de contexto e a qualificação da prestação do serviço público, induzindo uma melhoria do seu desempenho e da sua capacidade de resposta às necessidades dos cidadãos e das empresas, promovendo alterações de:
a) Relacionamento com os cidadãos e ou empresas;
b) Transformação dos processos operacionais;
c) Alteração do modelo e da oferta de bens e serviços públicos.

Pt2020_03_SAMA_02_CRI-HESE-2023

O projeto proposto tem como objetivo principal a Modernização da governação integrada do modelo de gestão dos CRI (Centros de Responsabilidade Integrada) do HESE, com vista à transformação digital dos serviços e capacitação dos profissionais integrados neste modelo, contribuindo para melhores resultados ao nível da eficácia e eficiência no uso dos recursos e no incremento da qualidade e satisfação dos utentes.

Objetivos do projeto é melhorar a capacidade institucional das autoridades públicas e partes interessadas e a eficiência da administração pública.